Breaking News

sexta-feira, 17 de maio de 2019

JOGOS HISTÓRICOS (6) – GALO x FLAMENGO

Cristiane Mattos/Futura Press



Falaaaaaa, MASSA!!! Começando mais uma Coluna “Jogos Históricos”, e dessa vez sobre nada mais nada menos do que a maior rivalidade interestadual do país! Pois é, GALO x Flamengo, times que já viveram grandes embates em campo (o lado de lá muitas vezes jogando com “14” como em 1980 e 1981, mas fazer o que... só assim mesmo para vencer Éder,REInaldo & Cia...), nacionais e internaconais! Hoje, vamos falar sobre um jogo mais que especial: os 4x1 em cima do “Flamengaço classificadaço”, como disse aquele “radialista que entende tudo de futebol” lá do Rio... bom, sem mais demora, borá pro texto? Boa leitura a todas e todos!!!

Não é novidade para ninguém o tamanho da rivalidade entre Atlético e Flamengo. Na verdade, tal rivalidade surgiu pra valer nos anos 80, quando os dois times tinham os melhores esquadrões do Brasil, tanto que foram a base da seleção de 1982, comandada por Telê Santana. Em 1980, os 2 times fizeram a final do Campeonato Brasileiro; no primeiro jogo, no Mineirão, 1x0 para o GALO (que fez 3 gols para valer 1, “estranhamente”, com o juiz anulando absrudamente outros 2 gols do REI...), gol dele, REInaldo. A volta seria no Maracanã, e o GALO jogava pelo empate. Meu pai estava la´- como esteve em 1971 - ,e conta que os torcedores do Flamengo atiravam morteiros na direção da nossa torcida, e que a polícia não estava nem aí. Era clima de guerra mesmo, em um estádio com mais de 150.000 pessoas contra. O Flamengo ficou na frente do placar por 2 vezes (1x0 e 2x1), mas o GALO tinha REInaldo... que mesmo jogando “com uma perna só” (se machucou durante a partida, mas permaneceu em campo, afinal, era O REI, não qualquer  um), meteu 2 gols, com direito a um debaixo das pernas de Raul. Assim, o placar que nos dava o título acontecia até então, com a partida empatada em 2x2.
Mas estava bom demais pra  coisa continuar no campo tranquilamente: absolutamente do NADA, o árbitro José de Assis Aragão expulsou 3 (sim, TRÊS!!!) jogadores do GALO: REInaldo (claro, se com uma perna só meteu 2 gols, “não podia ficar em campo, né... vai que mete o terceiro...), Chicão e Palhinha.  Assim o caminho ficou facilitado para, aos 37 do 2º tempo, jogando contra 8, o flamengo fazer o terceiro gol com Nunes e se “sagrar” campeão.  No ano seguinte, ainda ocorreu a vergonha do Serra Dourada, mas isso fica para outro texto. Basta dizer que estes 2 confrontos acirraram a rivalidade entre os 2 times absurdamente.
34 anos depois...
O cenário agora é outro. Estamos nas semifinais da Copa do Brasil, em 2014. O GALO passou pelo Corinthians de Mano Menezes em uma virada ÉPICA, após perder o 1º jogo por 2x0 e vencer o 2º por 4x1. E agora, pega... o Flamengo de Vanderlei Luxemburgo. O 1º jogo é no Maracanã; o time de Levir Culpi não se encontra em campo. O Flamengo faz o que quer, e vence por 2x0. Novamente a decisão vai para o Mineirão de forma dramática; assim como contra o Corinthians, o GALO não pode nem SONHAR em tomar gol; caso isso aconteça, terá de fazer 4! E o peso dessa partida é diferente, afinal é em cima de um rival que temos engasgado há tempos! Consequentemente, a pressão é muito maior. Massss... esse é o GALO das viradas. Especialmente com placares de 2x0 contra. Como diz o Colunista do EM Fred Melo Paiva, “2x0 é nossa senha pra falar com Deus”.  Foi assim na Libertadores de 2013 contra o Newell’s Old Boys, na semifinal; contra o Olimpia, na final; contra o Corinthians, como já dito, na Copa do Brasil nas 4as... então, por que não repetir o mantra “EU ACREDITO” mais uma vez contra o Flamengo? E vamos para o jogo...
O jogo começou com o GALO tentando partir pra cima, mas o Flamengo jogava com a vantagem de poder perder até por 1 gol de diferença que estaria classificado. Havia equilíbrio e parecia que o 1º tempo caminharia para um 0x0... até que aos 33 minutos, Éverton pega a bola na esquerda, entra na área e bate no canto esquerdo de Victor, para fazer Flamengo 1x0. O locutor carioca Luís Penido foi à loucura!Gritava: “É finalista! É Flamengaço classificadaço!! Agora o Atlético tem de fazer 4! A torcida do GALO grita ‘EU ACREDITO’, pois eu afirmo daqui : EU DUVIDO!” (coitado... confesso que deu dó depois do jogo...). Agora, o GALO precisava fazer 4 gols! Repetia-se o filme contra o Corinthians... o final seria o mesmo?
Aquele time de 2014 tinha uma característica marcante: não desistia NUNCA! E se outro time qualquer, naquela situação, precisando fazer 4 gols, abdicaria da partida e entregaria os pontos, com aquele time isso era impossível de se pensar! E assim, o GALO partiu pra cima, até que aos 41 minutos do 1º tempo ainda, Douglas Santos cruza da esquerda, Leonardo Silva tenta um peixinho no meio da área, mas quem pega a bola com um toquinho pra empurrar para as redes e empatar o jogo é Carlos, o garoto da base camisa 13!!! E o jogo vai para o intervalo com o empate em 1x1. E se com 0x1 a MASSA já acreditava, com o empate inflamou de VEZ! Mal sabia o mengo o que o aguardava no 2º tempo...
E veio a etapa complementar. O GALO partindo pra cima, querendo o resultado. O Flamengo não entendia o que estava acontecendo; que time era aquele, que com um placar absurdo contra insistia, teimava em lutar? Talvez não saibam direito o nosso hino, onde diz “LUTAR, LUTAR, LUTAR, COM TODA A NOSSA RAÇA PRA VENCER!!!” ... e era assim que estávamos em campo!
E foi nesse espírito que chegamos à virada: Aos 11 minutos,  Luan pega a bola na direita, “entorta” 2 marcadores, finge que vai pra cima do terceiro... e toca a bola para a esquerda, dentro da área, para Maicosuel mandar a BOMBA para o fundo das redes rubronegras!!! GALO 2x1! Agora a torcida enlouquecia de vez no Salão de Festas Atleticano, e tinha certeza que a classificação viria. Do outro lado, o time flamenguista ficava mais parecido com um peru em véspera de natal: cada vez mais tonto, sem entender nada, de onde vinha tantos jogadores alvinegros de uma vez! Era injusto, não parecia 11 contra 11 ... o time do GALO parecia ter 4 vezes o número de jogadores em campo. Na verdade, tinha muito mais: tinha 8 MILHÕES DE TORCEDORES EM CAMPO junto com o time!!!
O 3º gol era questão de tempo... e veio aos 35 minutos: em uma bola cruzada da esquerda, o garoto da base Marion ajeita de peito para Dátolo, que pega DE PRIMEIRA e coloca a bola na rede!!! GALO 3x1 !!! Faltava só UM! E quando digo só um, é porque ninguém contava com o Flamengo fazer um gol; o rubronegro procurava – em vão, é verdade – apenas se defender da “blitz” atleticana que insistia em ir pra cima. Não atacavam, Victor não sujava o uniforme. E todos sentiam que o 4º gol viria...
E VEIO!!!!Aos 39 minutos, um gol com a CARA do GALO: o moleque Marion cruza da direita para o centro da área, Leonardo Silva ajeita com o peito, já caindo, a bola sobra para Tardelli, que toca de lado para Luan pegar de PRIMEIRA e selar (mais) uma classificação ÉPICA!!! 4x1 !!! 4x1 !!! 4x1 !!! Os deuses do futebol realmente são alucinados! NINGUÉM, em sã consciência, imaginaria UMA classificação desta forma, ainda mais 2 SEGUIDAS! O roteiro contra o Corinthians se repetiu exatamente igual contra o Flamengo! E o GALO estava na FINAL DA COPA DO BRASIL!  E MELHOR de tudo: enfrentaria o rival de BH, para vencer o título. Esse foi “O” JOGO que deu a CERTEZA que aquele título era nosso. Depois de tudo isso, não tinha como perder. Foi um dos melhores jogos que vi, mesmo no estilo “Galo Doido”, com um time do GALO com “sangue no olho”, fazendo TUDO para vencer, entregando TUDO em campo, com todos os jogadores saindo extenuados – mas também extasiados – de campo! Foi um jogo que mostrou nosso ESPÍRITO em campo! E que serviu para EXORCIZAR DE VEZ 1980 e 1981! Com CLASSE! Com MUITA CLASSE! Mostrando que NA BOLA sempre é melhor, sem “outros meios e interesses” por fora. E foi o que aconteceu. Foi um massacre TÉCNICO, de RAÇA, de ESPÍRITO, de LUTA... de BOLA! E com a torcida fazendo o que TEM de fazer: Apenas TORCER! Sem jogar nada nos adversários, sem guerra nem nada; apenas e tão somente dando apoio e acreditando no time de coração! Foi um verdadeiro ESPETÁCULO, dentro e fora das 4 linhas ! Foi simplesmente... GALO!!!!

Curiosidades...
 - Duelo Antigo...
   Atlético e Flamengo se enfrentaram pela 1ª vez em um jogo amistoso, em 16/06/1929. O jogo foi no antigo Estádio Presidente Antônio Carlos, do GALO. Os rubronegros venceram pelo placar de 3x2.

 - Perdeu até o rumo de casa...
   A maior goleada da história do confronto foi Atlético 6x1 Flamengo, em 14/11/2004, no Ipatingão, na cidade de Ipatinga; antes, a maior tinha sido um 5x1 dos rubronegros em um amistoso, em 1979. O goleiro Júlio César (aquele do 7x1 da copa, lembra?) foi o “felizardo” a levar a meia dúzia de gols de um time atleticano que chegou a lutar pelo rebaixamento...

 - Números!
   Galo e Flamengo já jogaram 114 vezes, incluindo jogos oficiais e amistosos; No geral, a vantagem é rubronegra: são 47 vitórias, 32 empates e 35 vitórias do GALO. 170 gols feitos contra 158 do Atlético.
 - No entanto...
   Se formos analisar em jogos OFICIAIS, o confronto é muito mais equilibrado: entre todas as partidas, 35 foram amistosas, e aí é onde o time do Rio tem mais vantagem: 16 vitórias contra 9 do GALO e 10 empates. 65 gols feitos contra 48 do Atlético. Considerando apenas jogos oficiais, a vantagem cai para 31 vitórias rubronegras, 22 empates e 26 vitórias atleticanas. 105 gols contra 110 do GALO.
 - Pelo Brasileiro...
   Considerando o Brasileiro unificado (1º confronto em 1967), os 2 times estão empatados , com 25 vitórias para cada lado e 16 empates. O GALO marcou 94 gols, e o Fla 81.
 - Invictus !
   Entre os 2 times do confronto, a maior invencibilidade é do GALO: 6 jogos sem perder, entre 1982 e 1987. O time só perdeu a invencibilidade nas semifinais da Copa União daquele ano.


 - Ficar sem gol é raro...
   Nesse duelo, até hoje o maior tempo que as duas equipes passaram “em branco” foi 2 jogos seguidos.
 - Haja cidade...
   Atlético e Flamengo já se enfrentaram em nada menos que 10 cidades diferentes! Entre elas, as naturais BH e Rio, mas também Taguatinga (DF), Goiânia (GO), Colatina (ES), Sete Lagoas (MG), Ipatinga (MG), entre outras.

É isso , galera! Finalizamos aqui mais uma Coluna “Jogos Históricos”! E esse fim de semana, tem GALO x Fla! É BERRAR ATÉ A GARGANTA SANGRAR NO INDEPA, dando aquela força de sempre por nosso amado Clube Atlético Mineiro, o GIGANTE de Minas !!!
Gostou do texto? Não? Acha que faltou alguma coisa? Ou curtiu do jeito que ficou? Sentiu vontade de “dar pedrada” no colunista, ou de repente um abraço?  Tranquilo... siga  nossas redes socais, entre em contato conosco, e participe! Esse trabalho é feito para VOCÊ, MASSA ATLETICANA!!! E precisamos e contamos sempre com o seu feedback! Chega mais e ajude-nos a crescer, e fazer o MELHOR, SEMPRE para você! Até a próxima!!!
#AQUIÉGALO #BICAELESGALO #EUACREDITO !!!

Crédito: Bruno Cantini/Atlético

Por: Renato Mello
Twitter: @mellorenato
             @AtleticoVQTTV
             @@vaiquetotevendo
             @Arqdogalo


Nenhum comentário:

Postar um comentário