Breaking News

terça-feira, 14 de maio de 2019

O Grande final da melhor Premier League de todos os tempos!

E acabou o maior Campeonato Inglês de todos os tempos. Em uma temporada onde a Inglaterra mostrou sua força ao mundo preenchendo as finais dos torneios europeus com 4 de suas maiores forças nacionais, a Premier League não poderia mostrar algo diferente do que uma disputa ponto a ponto pela liderança até a última rodada de duas máquinas de jogar futebol.

 Pela primeira vez na era moderna do futebol, campeão e vice campeão passaram dos 90 pontos no campeonato inglês. Na temporada de 1970-71, ainda com a vitória valendo 2 pontos, o Leeds somou 64 pontos, um a menos que o campeão Arsenal. Recalculando a campanha daquela temporada para o futebol atual, Leeds terminaria com 91 pontos. Ainda sim, Liverpool fez história em 2019. Incríveis 97 pontos e não teve o gosto de levar a taça. 

Foto: Manchester City/Divulgação

Mas por que o Campeonato Inglês é considerado o melhor torneio nacional do mundo? O que é a Premier League? Enfim vamos tentar resumir em algumas linhas e não citando o campeão e sim os outros clubes que nada mais nada menos são finalistas da Champions League e da Europa League. Clubes como Liverpool, Tottenhan, Arsenal e Chelsea. Gigantes incontestáveis que não conseguem ser campeões tem 2 anos, mas que possuem pontuação de título em todas as outras ligas européias. 

Liverpool de Salah, Mané e Firmino o Tottenhan de Kane, Song e Lucas Moura, Arsenal de Aubameyang, Lacazzette, Ramsey e o Chelsea de William, Hazard e Giroud, isso sem falar no sexto colocado o United de Pogba e companhia. Gigantes que não vencem pois Guardiola não oscila mas que chegam nas cabeças no território europeu, é difícil explicar, falar ou sentir a Premier League e por isso é sem dúvidas o melhor campeonato do mundo e com os melhores times do mundo e nem precisa de Messi ou Cristiano Ronaldo para abrilhantar a liga ela é o que é por si só. 

Foto: Liverpool/ Divulgação


Cada jogo, cada movimento, cada gol, cada transpiração no campo ou na arquibancada são únicas e mágicas, não tem nada mais incrível que o campeonato inglês e essa disputa entre clubes pela maior liga do mundo.

 Na conclusão do duelo da mais alta qualidade já vista no torneio Inglês, com uma campanha para ninguém colocar defeito de 14 vitórias seguidas na liga, o Manchester City pode gritar e comemorar com todas as honras o título de campeão pelo segundo ano consecutivo pela primeira vez em sua história. 

O Bi-campeão da Premier League tem muita personalidade e mostrou isso durante toda a temporada, mesmo saindo atrás do placar no jogo contra o Brighton, o time não se deixou abater e goleou , se tornando campeão com 98 pontos, somados em duas temporadas a incrível marca de 198 pontos. 

O Manchester City de Pep Guardiola repetiu a mesma campanha irretocável do ano passado quando foi campeão com 100 pontos, possuindo não só uma ótima marca mas também um futebol de prestigio que encheu o torcedor de orgulho e abrilhantou o nível do futebol ,neste ano o título se tornou acirrado com a evolução do Liverpool que também fez uma campanha incrível com 97 pontos, engrandecendo ainda mais o título. 

Foto: Manchester City/Divulgação

Pep Guardiola em coletiva deixou um recado dizendo que qualquer um que queira ser campeão Inglês vai ter que fazer mais de 100 pontos para bater o City, em um clube que vem fazendo um belíssimo trabalho tendo um técnico tão obstinado a perfeição, quem ousa duvidar de um Tri-Campeonato? 

E o que esperar da próxima temporada? Por enquanto Guardiola é soberano. Mas até quando? Daqui 3 meses tem muito mais e a Premier League chega com mudanças. A implantação do VAR na última grande liga restante irá trazer novos debates as mesas dos pubs ingleses. Vamos ver se realmente vai continuar a hegemonia do City ou se Liverpool e companhia vão parar a máquina azul de Guardiola.

Foto: Andrew Powell/Liverpoll FC via Getty Images

Por: André Soledar
Rodrigo Ricoy
Sabrina Civolani

Twitter: @Soledaar 
@dih_ricoy 
@sagreenland







Nenhum comentário:

Postar um comentário