Breaking News

sábado, 18 de maio de 2019

Tudo normal na Conferência Oeste da NBA!



Chegaram as finais de conferência na NBA. E no lado Oeste da chave, os favoritos largaram bem na disputa pelo título. Após eliminarem o fortíssimo Houston Rockets nas semifinais da conferência, em uma série bastante disputada e com placar final de 4 a 2, os atuais bicampeões do Golden State Warriors chegaram com muita moral e já abriram logo 2 a 0 na série contra com Portland Trail Blazers.

Jogando em seus domínios, Curry e cia aproveitaram o apoio da sempre ensandecida torcida na Oracle Arena e ignoraram a ausência de Kevin Durant nesse início de disputa. Ainda se recuperando de uma lesão na panturrilha, o astro da camisa 35 sequer treinou desde a contusão, ainda durante a disputa do jogo 5 da semifinal contra o Rockets, mas vem até aqui sendo bem substituído pelo conjunto extremamente forte dos Warriors.

JOGO 1

A primeira partida da final da conferência chegou trazendo desconfiança a torcida dos donos da casa. Sem Kevin Durant, cabia ao "Splash Brothers" conduzir a equipe a mais uma vitória nos playoffs. Apesar de terem sido fundamentais na vitória do jogo 6 na fase anterior, as atuações de Klay Thompson e Stephen Curry durante a pós temporada tem sido muito aquém daquelas que fomos acostumados a acompanhar das duas feras de Oakland. A pressão pela virada na atuação era grande. E eles nem sequer demonstraram sentir isso na primeira partida.

Com uma atuação magnífica da dupla, que juntos marcaram 62 pontos, o Golden State amassou Portland e já deixou o recado logo de cara de que para acontecer uma surpresa na série, os Blazers precisarão que superar os seus próprios limites.

A noite não foi nada boa para Portland. Sofrendo com a ótima movimentação ofensiva dos Warriors e penando com uma defesa agressiva do adversário, a nervosia tomou conta e o time abusou dos desperdícios de posse de bola, cometendo 21 turnovers. E jogando contra o melhor time da liga, com tantos erros assim, o resultado só pode ser um: 116 a 94 para os favoritos e 1x0 na série.

O destaque individual da partida fica a cargo de Stephen Curry, que guardou 9 bolas de três, igualando a sua melhor marca em pós temporada. Ao fim, anotou 36 pontos e voltou a ser o nome principal da equipe.

Fonte : Reuters
JOGO 2

No início do segundo jogo tudo deu a entender que Portland fez a lição de casa e aprendeu com os erros da primeira partida. Uma defesa mais segura, melhor distribuição de bola no ataque, mais paciência para definições das jogadas e pouco espaço para os Splash Brothers.

CJ McCollum e Seth Curry começaram quentes a partida e conduziram a equipe a arrancada inicial no placar no primeiro quarto. Damian Lilliard, que terminou a primeira parcial zerado, chegou ao jogo no segundo quarto e contribuiu para que a equipe visitante abrisse incríveis 17 pontos ao fim do primeiro tempo. Ao fim da primeira metade, o placar era de 65 a 50 para os Blazers.

Mas o terceiro quarto veio, e com ele o mais velho dos irmãos Curry em quadra. O astro dos Warriors acordou na partida, e como já virou costume, a terceira parcial foi um massacre dos mandantes e os 15 pontos da vantagem viraram pó.

A última parcial foi bem equilibrada, mas o Golden State mostrou porque são realmente os maiores favoritos ao título mais uma vez. Final de jogo, 114 a 111, 2 a 0 na série que agora vai para Portland para dois jogos.

Fonte: Kyle Terada/USA Today


Rodrigo Ricoy Santiago
Twitter: @dih_ricoy

Nenhum comentário:

Postar um comentário