Breaking News

domingo, 9 de junho de 2019

Müller vence a segunda em Misano, Fittipaldi é 5º

Foto: DTM.com
Na manhã deste domingo aconteceu em Misano a segunda prova da terceira etapa do campeonato. A pole position ficou novamente com René Rast, com Robin Frijns fechando a primeira fila, na segunda fila Jonathan Aberdein e Nico Müller, na terceira fila Pietro Fittipaldi e Marco Wittmann, vencedor da prova de ontem, o piloto convidado, Andrea Dovizioso largou em 14º.

Rast largou muito mal, chegando a ocupar a 4ª posição na chegada à curva 2, Frijns assumiu a ponta, seguido de Nico Müller, enquanto Wittmann e Rast lutavam pela terceira posição, até que Aberdein mergulhou para tentar ultrapassa-los, e fazendo com que os três pilotos dividissem a curva, e Wittmann acabou sendo empurrado para fora da pista e não conseguiu retornar, pois o toque causou danos à sua BMW M4.

O carro de Wittmann parado na pista fez com que Mike Rockenfeller, Timo Glock e Daniel Juncadella fossem para os pits na primeira volta, apostando na mesma estratégia que já garantiu uma vitória à Rast, e garantiu a vitória de ontem à Wittmann, mas precisariam de um carro de segurança para que as estratégias efetivamente dessem certo.

Glock retornou aos boxes na 5ª volta e recolhe o carro, dando a impressão de que abandonaria, na mesma volta que Pietro Fittipaldi fez sua parada, na 8ª volta Rast atacou Müller por dentro da curva 10 realizando uma bela ultrapassagem para conquistar a segunda posição, e na mesma volta Paul Di Resta teve problemas e abandonou a prova, porém, em um local seguro, sem necessidades de bandeiras amarelas, e enquanto a transmissão ouvia Marco Wittmann sobre seu abandono Renè Rast ultrapassava Robin Frijns na curva 8 para reconquistar a liderança da prova, e no final da volta, Rast já possuía 1.1 segundos de vantagem para Frijns, enquanto Timo Glock retornava dos boxes, contrariando a ideia de que ele abandonaria a prova.

O ataque de Müller deu certo, ao mergulhar por dentro na curva 12 ultrapassando Frijns, que sofreria ataque na volta seguinte de Duval, dando indícios de que seu RS5 tinha problemas ou não havia mais aderência em seus pneus. Na volta 12, Duval toca em Frijns, e o piloto do Audi #4 roda na saída da curva 5, perdendo posições para Duval, Aberdein, Eng e Eriksson, Eng por sua vez ultrapassaria Aberdein.

No fim da volta 14 Rast teve um furo no pneu traseiro esquerdo, e acabou sendo ultrapassado por Müller, que vinha bem perto do então líder da prova, junto de Rast, veio Frijns, que já parecia ter problemas com os pneus há algumas voltas, e os engenheiros de Frijns confirmaram que Duval teria um drive through penalty, devido ao incidente com Frijns, enquanto os dois Audis estavam nos boxes, Timo Glock retornava, para dessa vez abandonar a prova, mais tarde, em entrevista para à repórter da transmissão, o ex-F1 disse que teve problemas de perda de potência, e de câmbio.

Na 19ª volta Rast e Eng ultrapassam Fittipaldi, fazendo o brasileiro cair para a 7ª colocação, seria muito difícil para o brasileiro evitar essas ultrapassagens, já que tinha pneus com cerca de 10 voltas a mais que os outros dois. Na 21ª volta Eng faz uma ultrapassagem fantástica pra cima de Rast, assumindo a terceira posição.

Aberdein e eriksson protagonizaram um belo duelo na volta 27, ficando lado a lado e disputando posições em 5 curvas. Na 34ª volta, Frijns assume a 4ª posição que era ocupada por Pietro Fittipaldi. Na ultima volta houveram duas disputas interessantes, Fittipaldi tentava recuperar o 4° lugar de Frijns e Eriksson ultrapassava Aberdein pela 6ª posição.

Nico Müller viu a bandeira quadriculada 7.6 segundos a frente de Eng para conquistar sua primeira vitória na temporada e sua segunda no DTM. Uma ótima corrida do suiço, se mantendo longe de confusão e sendo agressivo quando precisou para atacar Frijns no começo e Jake Dennis, já no final da prova.

O piloto do dia foi Phillip Eng, que largou em 9º e conseguiu a segunda posição. Vale também destacar o desempenho de Pietro Fittipaldi, conquistando o 5º lugar e as duas ótimas provas de Andrea Dovizioso, o piloto da Moto GP, convidado para a prova de Misano se mostrou rápida adaptação ao carro, e conseguiu desempenhar um bom ritmo de prova nas duas corridas.

Após as duas etapas de Misano, Rast lidera o campeonato, com 10 pontos de vantagem para Phillip Eng e Nico Müller ocupa agora a terceira posição na tabela com 76 pontos, e Marco Wittmann sai muito prejudicado pelo abandono na segunda prova italiana, e agora ocupa a 4ª posição, 25 pontos atrás do líder do campeonato.

O DTM retorna mês que vem, entre os dias 5 e 7 de Julho para duas provas em Norisring.

Texto: Maurício Campelo

Nenhum comentário:

Postar um comentário