Breaking News

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Flamengo faz o dever de casa e vence o time B do Grêmio

Reprodução: Alexandre Vidal / Marcelo Cortes / Flamengo

Precisando se recuperar do baque sofrido na última rodada, a vitória frente aos reservas do time gaúcho era vista como uma obrigação, ainda mais após a derrota sofrida pelo líder Santos, no clássico paulista, poucas horas antes. Com a semana cheia para trabalhar e com tempo suficiente para recuperação, Jorge Jesus mandou ao campo o que tinha de melhor, com exceção de Éverton Ribeiro, que ainda não reunia as condições ideais para voltar ao time titular.  

Willian Arão, De Arrascaeta e Éverton Ribeiro marcaram para o Flamengo. Em pênalti muito infantil de Pablo Marí, Galhardo marcou para o Grêmio. A vitória por 3x1 se deu de certa forma até tranquila para os rubro-negros. É bem verdade que a linha defensiva do Flamengo, que joga muito alta, precisa de mais algum tempo para chegar ao ideal pensado pelo treinador português. O time vem sofrendo bastante com contra-ataques em velocidade nas costas da defesa, e foi essa estratégia que o Grêmio usou, mas, apesar disso, não chegou a assustar a meta de Diego Alves. Entretanto, em virtude dessa linha alta, o lateral Rafinha levou o terceiro cartão amarelo e vai desfalcar o time contra o Vasco, no próximo sábado, em Brasília. 

O uruguaio De Arrascaeta foi o destaque da partida com 1 gol, 1 assistência e responsável por praticamente todas as ações ofensiva do time carioca. Vale ressaltar que ele empatou com Dudu, do Palmeiras, na liderança de passes para gol no campeonato (5 assistências, cada), porém, o uruguaio alcançou esse número com 6 jogos a menos. Aliás, as individualidades tem sido a grande força do Flamengo na temporada. Não que o jogo coletivo tenha deixado a desejar, mas, de fato, todos os gols surgiram de ótimas jogadas individuais. 

Além da derrota santista, o Palmeiras, no domingo, também tropeçou e apenas empatou com o Bahia, em casa. Isso maximizou ainda mais a importância do resultado do Flamengo, que se vê mais próximo dos líderes e com possibilidades reais de seguir brigando nas duas frentes que restam. Sábado que vem tem o clássico contra o Vasco, com uma possível volta de Gabriel Barbosa ao time, que fez muita falta já que o elenco carece de outro centroavante.  Existe uma negociação em andamento com o atacante italiano Mario Balotelli, mas é uma operação difícil. Resta aguardar os próximos dias para saber se o desfecho será feliz para os rubro-negros.


ANÁLISES INDIVIDUAIS: 
JOGADOR 
NOTA 
Diego Alves 
6,5 
Rafinha 
7,0 
Thuler 
7,0 
Pablo Marí 
6,5 
Filipe Luís 
7,0 
Cuéllar 
7,0 
Willian Arão 
8,5 
Gerson 
8,0 
De Arrascaeta 
9,0 
Berrío 
7,0 
Bruno Henrique 
8,0 
Renê 
7,0 
Éverton Ribeiro 
8,0 
Piris da Motta 
7,0 
Jorge Jesus 
8,0 


Por: Lucas Bazílio Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário