Breaking News

sábado, 9 de fevereiro de 2019

Vamos conversar sobre Diego Tardelli?



📷 Bruno Cantini / Atlético

Salve, CAMbada de atleticanos!

Como vocês estão, amigos? eu espero que estejam bem, e na paz de Deus, e pra variar, na paz com o nosso Galão da massa. Eu estava pensando sobre um tema para abordar em um texto ontem, acompanhando de perto, como sempre faço, os bastidores da vida do Atlético, especialmente sobre a janela de transferências, e não pude deixar de pensar e nem deixar passar um assunto bem indigesto para alguns, e bem ufanista para outros: Diego Tardelli.

Diego Tardelli sempre foi, para os padrões atuais do futebol, um jogador considerado acima da média, que entrega em campo o que se espera. É um jogador extremamente versátil, preenche todas as posições da linha de meio e ofensiva, conduz muito bem, tem uma batida de media e curta distância que poucos possuem, excelente explosão e velocidade, intensidade e amplitude, um jogador COMPLETO, tanto como jogador, em sua imensa qualidade, quanto seu comprometimento profissional, é um jogador que teve poucas lesões em sua carreira, e se preserva muito bem. Tanto que, aos 33/34 anos, ainda é objeto de desejo no imaginário de vários clubes de ponta do futebol brasileiro.

É de fato notório que, desde 2014, após o encerramento de sua segunda passagem, com 4 títulos, 1 Campeonato Mineiro (2013), 1 Libertadores da América (2013), 1 Recopa Sulamericana (2014) e 1 Copa do Brasil (2014), seu nome sempre é cogitado, no imaginário do atleticano, não só pelos seus feitos recentes, mas também, pelos seus números expressivos, atuações marcantes, momentos decisivos, e pela sua "famigerada" demonstração de Amor à camisa e as coisas do Atlético.



📷 Gabriel Andrade / Globoesporte.com


Bem, eu não estou aqui pra exaltar os feitos do Tardelli, falar sobre isso "é chover no molhado", o que quero trazer á luz da razão com essa postagem é a relação entre ídolo e torcedores, o que é ou não ser ídolo, como o torcedor, as vezes, é manipulado, como ele, às vezes, coloca o ídolo em uma posição muito acima do patamar que se encontra a própria instituição.

Pessoalmente falando, expondo a minha concepção de ídolo, Diego Tardelli tem grandes feitos, grandes resultados, grandes números, grandes serviços prestados à instituição, mas como muitos gostam de dizer, não é apenas de números que se faz o futebol. O que me assombra e o que me faz entender que Diego Tardelli NÃO se encaixa na minha concepção de ídolo é seu COMPORTAMENTO fora das 4 linhas.

Recentemente, o Atlético, incentivado e cobrado FORTEMENTE pela sua torcida, foi novamente atrás do jogador, que havia acabado de encerrar seu contrario multimilionário na China, onde recebia INCRÍVEIS 2,2mi de reais por mês, discutir a possibilidade de seu retorno, sua terceira passagem pelo clube. O Atlético acabou esbarrando nos valores ABSURDAMENTE ALTOS que o jogador pediu ao clube (o clube que ele "ama"), impossibilitando, por enquanto, a sua vinda. Como eu havia dito, Diego Tardelli de fato vale cada centavo que pede, pois é quase uma certeza de que entrega aquilo que se propõe, mas pra um jogador que frequentemente faz juras de Amor ao Galo e as coisas do clube, que frequentemente diz que se identifica com o clube, que nutre no Galo uma divida de gratidão, e tem mesmo, afinal de contas, o que seria o Diego Tardelli hoje, sem o Galo?! eu imagino que não estaria no patamar que está hoje, não teria chegado à seleção brasileira, não teria a possibilidade de chegar à uma Copa do Mundo, caso o Atlético não o abrisse as portas. É relativo o que eu digo? sim, ele poderia construir toda a história vitoriosa que possui por um outro clube, mas eu não sou fã do acaso, as coisas tinham que ser assim, e foi aqui que ele se tornou O DIEGO TARDELLI que conhecemos hoje.

Se há uma divida de gratidão, porque não pensar apenas no presente, e não no futuro? Afinal de contas, ser ídolo não é estar no presente do clube, no imaginario dos torcedores de AGORA, mas sim, no imaginário do clube e de sua torcida NO FUTURO. Um ídolo, na minha opinião, não é feito só de numeros, titulos, partidas memoráveis, ele é feito pela sua postura, pela sua conduta, pela RESPONSABILIDADE, e pela IDONEIDADE do ídolo para com a sua torcida. Além da falta de sensibilidade notória do Diego Tardelli em, as vezes, se colocar acima do clube enquanto aos valores financeiros, o jogador frequentemente está envolvido em praticas não muito saudáveis em relação à torcida, de inflamar nos torcedores um desejo que não corresponde á realidade, de ficar "jogando confete" pro torcedor, usar o torcedor como palanque, como escada para manter seu nome em evidência, tudo isso as custas da CARÊNCIA AFETIVA CRÔNICA do torcedor atleticano.

O torcedor do Atlético é sim afetivamente carente por ídolos, especialmente, os vitoriosos do passado recente, e o que mais me indigna em relação a conduta do Tardelli, é que, sabendo do seu status com a torcida, insistentemente atiça e inflama o imaginário do torcedor, pressionando o próprio clube á ir contra a razão, sendo obrigado, as vezes, a fazer sacrifícios financeiros para trazê-lo, como foi em 2013, cuja sua operação custou ao clube + de 15 milhões de reais, além de uma dor de cabeça com a FIFA, por dever ao Al Gharafa um dinheiro que não poderia pagar, contando ainda com seus vencimentos acima de 450mil reais mensais, o que estava MUITO ACIMA do padrão do clube na época.

Nessas ultimas 2 semanas, por exemplo, a mãe, dona Ivânia Martins, o pai, Tadeu Martins, a filha do empresário Giuliano Bertolucci, Giulia Bertolucci, e até o motorista particular do jogador estavam "jogando confete" para a torcida, inflamando o ambiente entre torcedor e clube. Essa é a conduta que me incomoda, é o jogador, como ídolo que é para muitos atleticanos, não se comportar como um, estar totalmente alheiro à isso, permissivo com esse tipo de comportamento, não tem a franqueza de se posicionar, de dizer ao torcedor qual é a real da situação. Um ídolo, na minha concepção, deve sempre zelar pelo BEM do clube, ver o clube bem, e a partir do momento que o Tardelli permite ou faz esse tipo de coisa, permitindo que as circunstâncias o elevem acima do patamar do clube, PRA MIM, ele deixa de ser ídolo, ou não entra no conceito de ídolo.

Uma coisa que Tardelli precisa entender é que, como jogador de passagens vitoriosas pelo clube, sua palavra e suas atitudes tem PESO na vida do clube, ele é um formador de opinião, é uma figura PUBLICA, e deve zelar não só pela sua imagem, mas também, a imagem INSTITUCIONAL do Clube Atlético Mineiro. Eu, por exemplo, como funcionário de uma grande rede de saúde, sou visto como REPRESENTANTE dessa rede. Qualquer atitude anti ética, na saúde, ou no prosseguimento profissional, pode ser atrelada ao meu empregador, pois eu sou a representação da imagem desta rede de saúde, que tem uma REPRESENTATIVIDADE nacional e internacional. 

Tudo o que eu cobro do Tardelli é que seja ético, seja inteligente, zele pela imagem do clube, e acima de tudo, respeite o torcedor. Ser permissivo com essa bagunça que se faz, toda vez que seu nome está no mercado é algo LESIVO ao Galo, prejudica o clube, e é essa a minha cobrança. Como profissional, o Diego tem direito de procurar sempre o MELHOR para sí, pois é pai de família, responsável, ajuda a milhares de pessoas, mas esse tipo de postura que o jogador e seus familiares e agregados tem é algo MUITO DESCONFORTÁVEL, e precisa acabar, pelo bem da sua própria imagem, e do Galo.

Tardelli, eu desejo sempre o melhor pra você, meu caro, você terá para sempre a minha gratidão, pois você fez essa massa feliz como ela merece sempre ser feliz, mas POR FAVOR, não trate a massa como se ela não tivesse raciocínio próprio. O torcedor não confunde paixão com razão, uma hora, ele vai questionar, e isso pode pegar mais mal pra você. Não estrague sua história no clube, seja o ídolo que você é para muitos, e JOGUE LIMPO, seja franco, se posicione.

É isso, massa alvinegra! texto deu trabalho, é um assunto delicado, mas eu espero que gostem. Eu não escreverei muito aqui no Atletico VQTTV, mas de vez enquanto, vai ter alguma coluna minha opinando sobre as polêmicas do nosso Galão da Massa. Espero que tenham gostado do texto, que Deus os abençoe, e AQUI É SEMPRE GALO!

Então é isso, amigos, obrigado pela presença de vocês, nos acompanhem nas redes sociais, no twitter, acompanhem, também, o "Arquibancada do Galo" nas redes, no twitter, no instagram, estaremos sempre compartilhando conteúdo e ajudando no crescimento dessa rede atleticana. 

#GALO 
#AMassaJogaJunto
#RedeGalo 
Escrito por: Lucas Silveira




Nenhum comentário:

Postar um comentário