Breaking News

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Cruzeiro: com decisão nos pênaltis, a classificação é nossa

Em noite fria em Belo Horizonte, o jogo de volta entre Cruzeiro x Fluminense foi marcado como a jogo das penalidades, VAR, erros e emoções.

O primeiro tempo um pouco lento, com cobrança de “RAÇA” pela torcida Cruzeirense, mas com até então, 1x0 pro Fluminense, que foi marcado de pênalti. Uma falta do zagueiro Dedé em cima do João Pedro, fez o árbitro ter que fazer uma consulta ao VAR. Pênalti marcado, Ganso bateu e o goleiro Fábio defendeu, porém o rebote ficou com Luciano que colocou a bola dentro do gol. Mas o lance ficou um pouco suspeito, fazendo o juiz consultar o VAR novamente. Pênalti anulado e remarcado, e então Ganso repetiu e marcou o gol. Ainda no primeiro tempo, mesmo em desvantagem, o Cruzeiro não conseguiu se impor em campo.

No segundo tempo o Cruzeiro entrou com uma postura diferente, postura de time que entrou pra virar e buscar a classificação. Postura de time grande que é! E não demorou muito para sair o gol de empate, marcado por Thiago Neves aos 13’ da segunda etapa. Minutos depois, Sassá teve a chance de virar após um pênalti, mas o atacante chutou e o goleiro Agenor defendeu. E não demorou muito para sair outro pênalti (VAR novamente), e dessa vez foi a vez de Thiago Neves cobrar. E que cobrança bem feita, 2x1 para o Cruzeiro.

Com 6 minutos de acréscimos, jogo indo até os 51’, foi no último lance de jogo que saiu o gol (e que golaço) de empate do Flu fazendo a partida ir a decisão de pênaltis.

O parecer que deu foi que os jogadores não haviam treinado muito bem cobranças de pênaltis. O Cruzeiro iniciou as cobranças com Lucas Silva que chutou pra fora. Em seguida, cobrando pelo Fluminense, foi a vez de Ganso, que também errou. Cobrando pelo Cruzeiro, foi a vez de Romero, que errou também. Caio Henrique acertou um para o Flu, e Pedro Rocha para o Cruzeiro. João Pedro perdeu o terceiro pro Flu, deixando a disputa em 1x1. Sassá dessa vez acertou o pênalti e Gilberto errou mais um pro Tricolor Carioca. Thiago Neves (Cruzeiro) ficou com a decisão em mãos, ou melhor, nos pés. Acertou e nos trouxe a classificação, fazendo a torcida da Nação Azul e Branca pular de felicidade!

A classificação ficou em Minas e em boas mãos! Mesmo no sufoco, o Cruzeiro selou uma grande partida.


Foto: Carol Ferreira

Equipe CruzeiroVQTTV
Por: Carol Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário